Maricá/RJ,

Educação Integral

O valor das ações socioeducativas

Mais de 200 pessoas estavam presentes na última segunda (3), no auditório do Centro da Cultura Judaica, em São Paulo. Entre elas, representantes de organizações não-governamentais, escolas e secretarias municipais de educação e de assistência social. O tema central do encontro foi Educação Integral, um seminário promovido pela Fundação Itaú Social e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Discutir os avanços já ocorridos sobre as práticas de Educação Integral para crianças e adolescentes e induzir sua expansão no País foi o foco do evento. Na ocasião, foi lançado o livro Avaliação de Percurso: fortalecer organizações sociais e induzir políticas de Educação Integral, que analisa o percurso do Prêmio Itaú-Unicef de 1995 a 2007.

Durante uma das mesas de debate, Ana Beatriz Patrício, diretora da Fundação Itaú Social, enfatizou que o Brasil necessita de mais do que escolas de qualidade. "O avanço na qualidade da educação depende do envolvimento dos diversos segmentos do território que constituem a comunidade educadora. Não apenas a escola, mas todos os espaços e sujeitos de aprendizagem de um determinado território conjugam-se no compromisso com a educação de suas crianças e adolescentes", diz. No entanto, ela lembra que o tema ainda precisa de muita conversa, pois construir aprendizagens utilizando o território não é tarefa fácil.

Jaqueline Moll, diretora de Educação Integral da secretaria de direitos humanos e cidadania do Ministério da Educação, garantiu que o tema já é política pública federal com o Programa Mais Educação. "Professores, pais e gestores estão construindo um documento para colocar em debate a Educação Integral na escola", afirma. O educador César Muñoz, professor de Pedagogia da Vida Cotidiana na Universidade Ramón Llull de Barcelona, defendeu a idéia de construir uma proposta pedagógica "a partir de" e "com" a criança e o adolescente, em todos os tempos e espaços reais de seu cotidiano. "A pedagogia precisa de todos os espaços disponíveis na cidade", conclui.

Nenhum comentário:

Comentários recentes

Visitantes recentes

  © Template 'Canteiros Editora' by Patrícia Custódio

Back to TOP