Maricá/RJ,

Projeto Leitura para Todos

Iniciativa amplia o acesso aos livros em comunidades de diversas cidades brasileiras

Ainda este ano, cidades do interior de sete estados brasileiros - Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, São Paulo, Goiás e Pernambuco - e do Distrito Federal serão beneficiadas pelo Leitura para Todos. Serão implantadas 122 salas de leitura, sendo que 39 novos espaços já estarão em funcionamento em setembro e outubro.
O projeto do Instituto Oldemburg de Desenvolvimento conta com o apoio do Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A iniciativa permite que associações de bairro, hospitais, escolas públicas, presídios e outras entidades tenham seus próprios acervos de livros nacionais e estrangeiros, beneficiando comunidades que até então tinham pouco acesso à informação.
Desde sua criação, em 2003, foram colocadas em operação 450 salas de leitura em todo o país. Atualmente, mais de 4.600 instituições estão cadastradas para participar. A implantação do projeto conta com o envolvimento da comunidade, desde a preparação do espaço, passando pela montagem e catalogação, até a inauguração.
Em parceria com o Grupo Editorial Record, são fornecidos mil exemplares de publicações para cada unidade instalada. Aproximadamente cinco milhões de leitores já foram beneficiados e muitos deles tiveram acesso aos livros pela primeira vez.
As salas de leitura também colocaram essas pessoas em contato com grandes autores nacionais, alguns dos quais estiveram presentes na inauguração dos espaços que levam seus nomes: Ariano Suassuna, Millôr Fernandes, Antônio Torres, Ana Maria Machado e Heloisa Seixas, dentre outros.

O Projeto
O Leitura para Todos está em sintonia com a Política Nacional do Livro e com programas lançados pelo Governo Federal como Fome de Livro e Plano Nacional do Livro e Leitura. Ao criar um pólo cultural de fácil implementação e baixo custo, o projeto beneficia comunidades e incentiva o hábito da leitura.
Cada unidade é composta por um acervo de mil livros - sendo 500 títulos com dois exemplares cada, um para empréstimo e outro para leitura no local -, disponibilizado gratuitamente para a população. As publicações de autores nacionais e estrangeiros abrangem diversas áreas de interesse como literatura infantil, auto-ajuda e sociologia.
Para garantir que as salas de leitura sejam corretamente implantadas e que o projeto possa ter continuidade junto à comunidade, ampliou-se o trabalho realizado com os agentes de leitura. Esses gestores, escolhidos para promover e gerenciar o acervo, agora não apenas recebem uma cartilha de orientação como também participam de um treinamento de capacitação, realizado 30 dias antes da inauguração do espaço.
Mais de 200 órgãos públicos, como Secretarias Estaduais e Municipais de Cultura, Educação e Desenvolvimento Social, também estão envolvidos na iniciativa. Eles participam na identificação das oportunidades para doação do material e apóiam a implementação do projeto nas comunidades.
E-mail do projeto: camila.manfredini@spsbr.com.br
Informações à imprensa: (21) 2111-2658.
(Texto: Tatyana Vendramini, Comunicação Social/MinC)(Fontes: Instituto Oldemburg de Desenvolvimento e SPS Comunicação)

Nenhum comentário:

Comentários recentes

Visitantes recentes

  © Template 'Canteiros Editora' by Patrícia Custódio

Back to TOP